Quem nunca sonhou com uma pele impecável e livre de espinhas?

Por Marcella Anversa

espinha 01

Hoje contamos com avançados recursos na área da cosmetologia e estética, mas o que muitos não sabem é que todos esses tratamentos podem ser potencializados quando nos alimentamos de forma correta. 

A acne, muito comum no rosto, pescoço, peito, costas e ombros, se desenvolve quando os folículos pilosos são obstruídos por um excesso de sebo, células mortas e colonizados por uma bactéria denominada Propionibacterium acnes.

A alimentação é tão importante nesse processo que alguns estudos epidemiológicos já evidenciaram que em civilizações com hábitos alimentares diferentes dos ocidentais é raríssimo o desenvolvimento da acne enquanto que no ocidente atinge 70 a 90% dos adolescentes.

O motivo foi justificado pelo grande consumo de alimentos com alto índice glicêmico como doces, produtos refinados, além de leite e derivados. Estes podem aumentar a secreção de um fator de crescimento denominado IGF-1 que, por sua vez, promove uma maior proliferação das células da pele e um aumento da liberação de hormônios sexuais que levam ao aumento do sebo. 

O que mais pode prejudicar?

– Alimentos ricos em gorduras saturadas;

– Disbiose, causando um desequilíbrio entre bactérias benéficas e patogênicas no intestino;

– Carência, principalmente, de ácidos graxos essenciais, minerais como zinco, selênio, cromo e as vitaminas A, C e B6.

Caprichem em uma alimentação balanceada e rica em alimentos como sementes de girassol e linhaça, lentilha, banana, aveia, castanhas, nozes e cereais integrais, afinal de contas, a verdadeira beleza se conquista de dentro para fora!

espinha 02

Foto de perfil de Talita Alves
Jornalista, pós-graduada em Gestão Estratégica de Negócios. Estudou na escola Wimbledon School em Londres.

Deixe seu comentario !

Pular para a barra de ferramentas